Notícias

Gestão de estoque traz competitividade a Lights On


Saber comprar e vender bem, especialmente no comércio, tem reflexo direto no resultado. Para equilibrar essa relação é preciso otimizar a gestão operacional e estratégica do principal ativo da empresa, o estoque. Para Patricia Dorow, da Lights On, esse era um grande desafio que exigia profissionalismo. “Percebemos que a desordem e falta de controle nesta área poderiam estar nos prejudicando, então partimos para uma consultoria externa. O resultado foi excelente”, avalia.

 

O trabalho desenvolvido na Lights On, empresa blumenauense que estima faturar R$ 6 milhões em 2014, começou por um diagnóstico inicial que analisou o fluxo da operação, desde a entrada das mercadorias até a entrega ao cliente; os procedimentos e normas já existentes; os relatórios e informações disponíveis no sistema e também o processo de compras.

 

“Cada passo é importante nesse contexto, pois um estoque muito alto pode comprometer a liquidez e muito baixo compromete a venda, uma vez que a falta de mercadoria resulta em pouco giro e perda de dinheiro”, explica Adriana Moser, sócia e consultora da Nível 10, empresa que realizou o trabalho.

 

Adriana explica que os empresários têm dúvidas sobre quanto e quando comprar, ou ainda sobre como controlar o dinheiro imobilizado. “Assim como se fecha o caixa diariamente, o estoque também precisa ser controlado. É preciso fazer, no mínimo, inventários anuais e auditorias frequentes para aferir se ele está correto”, aconselha.

 

Além de inconsistências na quantidade, pode haver material obsoleto, o que exige procedimentos para administrar o descarte, evitando que essas mercadorias fiquem ocupando espaço. “É possível até trabalhar com o estoque do fornecedor, já que as entregas são mais rápidas e não estamos em época de alta inflação”, alerta a consultora.

 

Adequar todo esse trabalho também passa por qualificar os profissionais e criar procedimentos e indicadores específicos para instrumentalizar o setor. “Não tínhamos pessoas treinadas para cada tarefa, hoje temos”, comemora Patricia, que espera melhorar a competitividade da empresa com este processo. “Quem compra bem tem preços melhores”, assegura.

 

Fonte: Assessoria N10

 

Publicado em 20/06/2014 18:27:31
Comentários ( 0 )
DEIXE SEU COMENTÁRIO: